MOÇAMBIQUE É UMA DAS TERRAS MAIS FÉRTEIS PARA O CORONAVIRÚS DAR-SE BEM



Justiça Nacional / Txt:

O coronavírus já se encontra na vizinha África do Sul, país onde vamos todos os dias. Quem garante que não está em Moçambique, este País pobre que quase não diagnostica nada? E nos vai varrer como galinhas! As enchentes no Xipamanine, Xiquelene, Compone e outros lugares de aglomeração populacional na tentativa de ganhar o pão de cada dia. O “chapa”, o “My Love”…

E não temos máscaras. Se existem, talvez sejam só para a elite governamental. Os dinheiros do gás ficarão a comer sozinhos enquanto o povo sucumbiu.

Se não morrermos de coronavírus será de fome. Ainda esta semana, o Banco de Moçambique disse que previa o agravamento de inflação no país, devido a um eventual efeito prolongado do novo coronavírus, tendo em conta que a China é um importante parceiro comercial de Moçambique.

Os produtos que Moçambique importa da China poderão ficar mais caros, devido às restrições impostas na sequência do surto de Covid-19. 12% das importações de Moçambique têm a China como país de origem e os produtos importados a partir deste país têm um peso considerável no preço ao consumidor.

E já ontem o dólar estava a 70 meticais no mercado negro. As economias frágeis como a nossa, tornar-se-ão cada vez mais miseráveis. O coronavírus nos vai dizimar. Mal conseguimos nos impor à cólera ou malária.

Só para darmos um exemplo, no Dubai existe um parque de diversão que, para a sua construção, foram gastos biliões de dólares. As entradas, por pessoa, custavam antes do surto do coronavírus 80 dólares. Hoje cobram oito dólares, mas está deserto.

A companhia aérea regional britânica Flybe, que opera há mais de 40 anos, anunciou ontem que cessou todas as actividades com efeito imediato e entrou em liquidação judicial, na sequência do surto do novo coronavírus. Esta companhia emprega mais de duas mil pessoas e transporta cerca de oito milhões de passageiros por ano. E agora?

Fonte: Intermz.com


Publicar um comentário

0 Comentários