PAPA quer que pacientes com coronavírus tenham todos seus pecados perdoados


O mundo vive uma pandemia de coronavírus. Com isso, até as igrejas passam por mudanças. Uma delas é a Católica Apostólica Romana. O Supremo Tribunal da Penitenciária Apostólica surpreendeu nesta sexta-feira, 20 de março. A entidade, que é responsável por dar a chamada “indulgência” (perdoar os pecados) determinou que quem estiver com coronavírus tenha todos os seus pecados perdoados.

Essa determinação atinge ainda quem está cuidado de doentes, sejam os familiares destes ou os profissionais de saúde, que pelo mundo inteiro ajudam a salvar milhares de vidas. A determinação do Vaticano fala ainda que quem ora pelas pessoas que estão passando por esse problema também terá os seus pecados perdoados.

 medida ajuda a evitar que fiéis possam ir à igreja para confissões. O Vaticano está localizado na Itália, país mais atingido pela Covid-19. Por lá, são quase 50 mil casos da doença, sendo que a enfermidade já gerou quase cinco mil mortos no país.

“Concede-se a indulgência plenária aos fiéis afetados pelo coronavírus, submetidos a regimes de quarentena por ordem das autoridades sanitárias nos hospitais ou em suas próprias casas se, desapegados de qualquer pecado, se unirem espiritualmente através de meios de comunicação à celebração da Santa Missal”, diz o decreto divulgado pela Igreja Católica.

Por conta do coronavírus, a Igreja também decidiu que as missas deveriam ser evitadas na Itália e em outros lugares do mundo. O Papa Francisco, por exemplo, tem O mundo vive uma pandemia de coronavírus. Com isso, até as igrejas passam por mudanças. Uma delas é a Católica Apostólica Romana. O Supremo Tribunal da Penitenciária Apostólica surpreendeu nesta sexta-feira, 20 de março. A entidade, que é responsável por dar a chamada “indulgência” (perdoar os pecados) determinou que quem estiver com coronavírus tenha todos os seus pecados perdoados.

Essa determinação atinge ainda quem está cuidado de doentes, sejam os familiares destes ou os profissionais de saúde, que pelo mundo inteiro ajudam a salvar milhares de vidas. A determinação do Vaticano fala ainda que quem ora pelas pessoas que estão passando por esse problema também terá os seus pecados perdoados.

 medida ajuda a evitar que fiéis possam ir à igreja para confissões. O Vaticano está localizado na Itália, país mais atingido pela Covid-19. Por lá, são quase 50 mil casos da doença, sendo que a enfermidade já gerou quase cinco mil mortos no país.

“Concede-se a indulgência plenária aos fiéis afetados pelo coronavírus, submetidos a regimes de quarentena por ordem das autoridades sanitárias nos hospitais ou em suas próprias casas se, desapegados de qualquer pecado, se unirem espiritualmente através de meios de comunicação à celebração da Santa Missal”, diz o decreto divulgado pela Igreja Católica.

Por conta do coronavírus, a Igreja também decidiu que as missas deveriam ser evitadas na Itália e em outros lugares do mundo. O Papa Francisco, por exemplo, tem realizado as celebrações religiosas pela internet.

Publicar um comentário

0 Comentários