Pelo menos 20 mortos em confrontos étnicos na RDC


Informações dão conta que Pelo menos 20 pessoas foram mortas ontem num confronto violento em Ituri, nordeste da República Democrática do Congo (RDC),devido a confrontos étnicos, segundo fontes do exército e locais.
O porta-voz do exército, o tenente Jules Ngongo, adiantou à agência de notícias France-Presse (AFP) que nove assaltantes e três soldados foram mortos durantes os confrontos.

De acordo com um relatório da Organização das Nações Unidas (ONU) de janeiro já morreram, desde o 2017, 701 pessoas nesta região do Ituri, devido a "crimes contra a humanidade".

Segundo o mesmo documento da ONU, mais de 500.000 pessoas fugiram da região desde fevereiro de 2018. O mesmo relatório indica ainda que a maioria das vítimas sofreram o massacre porque aderiram ao grupo étnico hema.

As autoridades congolenses atribuem esta violência a uma milícia, a Codeco, que diz pretender defender a comunidade rival lendu.

Entre 1999 e 2003 os dois grupos étnicos também se defrontaram e foi precisa intervenção europeia para sanar o conflito. Na sexta-feira passada, um confronto armado causou 24 mortos na região de Djugu.

Nesse mesmo dia, as autoridades congolesas tinham celebrado a assinatura de um acordo de paz com um dos grupos armados presentes no sul da província, a Força Patriótica de Resistência Ituri (FRPI).


Publicar um comentário

0 Comentários