Colisão de asteroide com o planeta terra "pode ocorrer a qualquer altura", avisa NASA

Foi esta quarta-feira, dia 29, por volta das 11 horas, que passou pela Terra o asteroide 1998 OR2. Como a NASA havia garantido a aproximação não teve qualquer perigo para o nosso planeta, pelo que o asteroide com um diâmetro de 2km passou a uma distância de 6,2 milhões de km da Terra e a uma velocidade superior a 31 mil km/h.



Apesar disso, a NASA adverte que isto não elimina as hipóteses de, no futuro, a humanidade estar ameçada por se encontrar na rota de colisão de um destes asteroides, à deriva no Espaço profundo. Aliás, a agência espacial norte-americana descobre 30 destes asteroides todas as semanas, avisando que o seu catálogo de corpos celestes que podem um dia colidir com a Terra está longe de estar completo.

“Dado o estado incompleto do catálogo, um impacto imprevisível pode ocorrer a qualquer altura”, nota a NASA de acordo com o Mirror. “Os especialistas estimam que o imapcto de um objeto do tamanho daquele que explodiu por cima de Chelyabinsk, Rússia, em 2013 - com um tamanho aproximado de 17 metros - tenha lugar uma ou duas vezes num século”.

Publicar um comentário

0 Comentários