Covid-19: Nova Iorque enterra corpos em valas comuns


A cidade americana de Nova Iorque passou a usar valas comuns para enterrar vítimas da Covid-19, que não tenham os corpos reclamados pela família.

A cidade também reduziu o tempo em que mantém corpos de vítimas de infecções do novo coronavírus em necrotérios, passando de 25 para 14 dias o tempo de armazenamento dos corpos.

As vítimas que não tiverem os seus corpos reclamados pela família, são levadas para o campo em Hart Island.

A ilha recebia, antes da pandemia, cerca de 25 corpos por semana, tanto de pessoas que não foram reclamadas pela família quanto de pessoas cujas famílias não podem pagar pelo serviço de funeral e enterro, mas agora, há mais de mil nova-iorquinos enterrados no campo.

Após o agravamento da pandemia em Nova Iorque, que já soma mais de 7 mil mortos segundo o levantamento da Universidade Johns Hopkins, o número de enterros aumentou: têm sido realizados cerca de 24 por dia.

Até o meio-dia desta sexta-feira, 10, a nova coronavirus vitimou 100.376 pessoas, entre mais de um milhão e 600 mil infetados.

Nos Estados Unidos, já foram registados quase 476 mil casos e 17.925 mortes. Só a Itália tem mais mortes que os Estados Unidos (18.849).

Publicar um comentário

0 Comentários