Duas idosas assassinadas por suposta feitiçaria em Massinga

Um dos episódios deu-se no povoado de Chilacua, no distrito de Massinga, quando na madrugada de terça-feira, pelo menos um indivíduo ainda a monte, invadiu uma residência para tirar a vida a uma idosa de 80 anos de idade.



Segundo familiares da vítima, o indivíduo entrou por detrás do quintal da casa, introduziu-se na residência pela porta principal, agrediu violentamente a idosa na região de trás da cabeça até que esta perdeu a vida. Pelos ferimentos, os familiares concluem que a vítima foi agredida por uma catana ou um Machado.

A idosa vivia com o neto de 7 anos, com quem dormia naquela fatídica noite. A criança viu a própria avó ser assassinada, porém não sabe contar como aconteceu.

Suspeita -se que o assassinato tenha motivos supersticiosos, entretanto a família alega que a vítima não se desentendeu com ninguém. A senhora Ana Lampião é nora da vítima e conta que não tinha conhecimento de qualquer desavença entre ela e outros familiares ou vizinhos. Aliás, não faz muito tempo que a senhora Ana enterrou o marido que perdeu a vida em Fevereiro último vítima de doença.

Ainda em Massinga 3 irmãos decidiram tirar a vida a tia, acusando-a de feitiçaria. A tripla dirigiu -se a residência da vítima por volta das 19 horas de sexta-feira, e com recurso a uma faca, desferiram vários golpes na vítima até que esta perdeu a vida no local.

A polícia diz que trabalha para esclarecer os 2 crimes e responsabilizar os autores.

Estes crimes violentos acontecem poucos dias depois do tribunal judicial da Província de Inhambane ter condenado a penas que vão de 18 meses a 23 anos de prisão maior, 11 pessoas da mesma família por terem enterrado vivo um idoso de 75 anos de idade. Entre os condenados está o filho da vítima que liderou a operação e um sobrinho, filho de um dos irmãos da vítima.

Publicar um comentário

0 Comentários