Trump ameaça punir a China se provar que o país foi responsável pelo surgimento do novo coronavírus

Continua a tensão diplomática entre Estados Unidos e a China sobre a questão de que o coronavírus terá sido ou não criado intencionalmente pela China. Até agora, pelo menos, a Organização Mundial de Saúde disse que não há provas de que o vírus tenha sido criado. Mas Trump, apoiado pelas reportagens da FOX News tem avançado a possibilidade de que China possa ter criado o vírus num laboratório de Wuhan.

                       
Ontem, o presidente norte-americano ameaçou impor sanções sobre China se houver provas de que o governo de Pequim tenha deliberadamente permitido que COVID-19 se alastrasse até esses níveis alarmantes.

“O vírus poderia ter sido impedido na China antes bem no início, mas não foi, e o mundo inteiro sofre por causa disso. Se foi uma falha, tudo bem. Uma falha é uma falha. Mas se, conscientemente, eles foram responsáveis, então devem pagar pelas consequências”.

Não são só os Estados Unidos que questionam a transparência da China sobre a gestão desta pandemia, o governo de Austrália também exige uma investigação sobre o surgimento do vírus e as medidas que foram tomadas pelo governo de Pequim. Nos dois últimos dias, o número de infectados e mortos nos Estados Unidos tende a baixar, outra razão para que Trump insista no fim do confinamento dos norte-americanos. Muitos cidadãos norte-americanos têm saído à rua para opor-se ao prolongamento das medidas de fique em casa. Mais de 37 mil pessoas já morreram e 720 mil estão infectados nos Estados Unidos.

Publicar um comentário

0 Comentários