Trump diz que as informações sobre saúde de Kim Jong-un são falsas

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou na quinta-feira que as notícias sobre uma eventual degradação do estado de saúde do líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, são falsas.


"Julgo que essa informação estava errada. Penso que foi uma falsa informação da CNN", declarou aos jornalistas o Presidente norte-americano durante a habitual conferência sobre o novo coronavírus, segundo a AFP.

Na terça-feira, Trump desejou "as melhoras" ao seu homólogo norte-coreano, Kim Jong-un, devido aos alegados problemas de saúde que afetam o líder da Coreia do Norte, ainda não confirmados.

"Só quero dizer a Kim Jong-un que lhe desejo as melhoras. Se o seu estado de saúde é o mencionado nos meios de comunicação social é uma situação muito preocupante", afirmou o Presidente norte-americano nesse dia, citado pela AFP.

No mesmo dia, o Governo da Coreia do Sul desvalorizou estes "rumores" acerca do estado de saúde de Kim Jong-un.

Um porta voz governamental declarou que a Coreia do Sul não possui informações que confirmem o "rumor" e que não detetou atividades fora do normal na Coreia do Norte.

A cadeia de televisão norte-americana CNN tinha noticiado esta semana, citando um responsável norte-americano, que os EUA tinham acesso a informações de que Kim Jong-un estaria "em estado grave", devido a complicações pós-operatórias.

As dúvidas sobre os possíveis problemas de saúde do líder norte-coreano surgiram após a sua ausência na tradicional visita ao mausoléu de Pyongyang, onde permanece o corpo do seu avô Kim Il-sung, de acordo com as imagens divulgadas pelos média do país.

Por tradição, no dia 15 de abril, aniversário do nascimento do seu avô e a principal festividade nacional, Kim Jong-un visita o Palácio do Sol de Kumsusan e presta tributo ao fundador da Coreia do Norte, com ampla cobertura dos media controlados pelo regime.



Postar um comentário

0 Comentários