Covid-19: pai, mãe e filho morrem infetados com apenas 16 dias de diferença

Caso aconteceu em Miami, nos Estados Unidos. A outra filha do casal foi a única sobrevivente da família à infeção por Covid-19



Uma família da Flórida, nos Estados Unidos, morreu na sequência da infeção por Covid-19, com apenas 16 dias de intervalo.

Tudo começou quando Mario Mayorga Jr, de 42 anos, desenvolveu febre e tosse seca em meados de março, tendo-lhe sido recomendado pelo médico para se isolar em casa.

De acordo com o New York Post, a saúde do homem foi-se deteriorando rapidamente e este foi hospitalizado com sintomas graves e ligado a um ventilador.

Depois de Mário Jr testar positivo para o novo coronavírus no hospital, a restante família, que vivia na mesma casa, foi imediatamente testada.

Inicialmente, os pais do homem, Esperanza e Mário, ambos de 72 anos, e a irmã Violeta, com 45 anos, tiveram resultados negativos para o Covid-19 e tiveram de repetir os testes.  Dias mais tarde, os três familiares foram hospitalizados devido ao agravamento dos sintomas da infeção.

Segundo os familiares, que prestaram declarações à imprensa local, não se sabe onde Mário Jr. foi infetado por Covid-19.

No entanto, o New York Post avança que o homem era supervisor dos serviços de limpeza de uma empresa que inclui o hospital Monte Sinai Medical Center como um dos clientes.

O pai de Mario Jr acabou por morrer primeiro, a 10 de abril, seguido pela mulher Esperanza, apenas nove dias depois. O filho, Mario Jr., morreu no passado domingo.

Publicar um comentário

0 Comentários